Tími  9 klukkustundir 21 mínútur

Hnit 2376

Uploaded 15. ágúst 2018

Recorded ágúst 2018

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
951 m
292 m
0
7,4
15
29,43 km

Skoðað 474sinnum, niðurhalað 24 sinni

nálægt Vila Chã, Vila Real (Portugal)

FOTOS DESTA E DE OUTRAS TRILHAS EM ”CAMINHANTES"

Aproveitando a rede de percursos pedestres de pequena rota (PR) do Município de Mondim de Basto, homologados pela Federação Portuguesa de Campismo e Montanhismo, voltamos, uma vez mais, ao Parque Natural do Alvão. Desta vez partimos da Capela da Senhora do Fojo (Freguesia de Ermelo - Mondim de Basto) para calcorrear o PR7 Caminhos da Sr.ª da Graça (Ermelo-Sr.ª da Graça) e o PR4 Caminhos da Sr.ª da Graça (Bilhó-Sr.ª da Graça), e como estes percursos são lineares, voltamos por Pioledo e Varzigueto onde intersecta o PR3 Fisgas de Ermelo até ao ponte de partida, tornando o trilho circular.

Trilho classificado como difícil, pela sua extensão de aproximadamente 30 quilómetros e pelo desnível acumulado de 1926 metros, realce para o positivo a vencer entre Vilar de Ferreiros e o Santuário da Senhora da Graça e o negativo entre o Santuário e o lugar de Fundo de Vila em Vilarinho… são mais de 600m de desnível!

FICHA TÉCNICA
Realização: Agosto 2018
Percurso: Fojo (Ermelo) - Covas - Mestras - Vilar de Ferreiros - Santuário Senhora da Graça - Fundo da Vila - Soito - Cabaninhas - Bilhó - Pioledo - Varzigueto - Fisgas de Ermelo - Fojo
Distancia: 29,5 km
Duração: 9h21min
Tempo em movimento: 6h28min
Tempo parado: 2h53min
Movimento médio: 3,1kms/h
Acumulado positivo: 1926m
Acumulado negativo: 1921m


Leitor de paisagem - Cancela do Miradouro

DESCRIÇÃO OFICIAL DOS PERCURSOS
O PR7 CAMINHOS DA SR.ª DA GRAÇA (Ermelo-Srª da Graça) é um percurso linear, com aproximadamente 13 km de extensão que dá a conhecer as magníficas paisagens do Parque Natural do Alvão e as imponentes panorâmicas do Alto do Monte Farinha.

O percurso inicia-se na aldeia de Ermelo junto à Igreja Paroquial, segue pela rua principal e, um pouco à frente vira-se à esquerda e desce-se em direção à Ponte da Abelheira que atravessa o rio Olo. Inicia-se depois uma subida em direção à Casa Florestal do Fojo. Neste ponto, poder-se-á fazer um pequeno desvio à direita até ao Miradouro das Fisgas de Ermelo e observar uma das mais belas cascatas de água do país. Depois de passar pela Capela do Fojo vira à direita em direção à aldeia de Covas. Ao chegar à aldeia atravessa uma pequena ponte sobre o rio Cabrão e vira à esquerda continuando o percurso ao longo de um caminho florestal no sopé de um monte denominado “Nabiça”.

Ao chegar às “Mestras” atravessa o rio Cabril e segue pelo PR2 MDB - Levada de Piscaredo ao longo de cerca de 250 metros, saindo deste percurso e subindo em direção a Vilar de Ferreiros. Junto ao edifício da Junta de Freguesia vira à direita e segue em direção à Igreja Matriz de Vilar de Ferreiros, daqui sobe em direção à estrada municipal 1191-1, atravessa-a e começa a subir até ao Alto do Monte Farinha e Santuário da Senhora da Graça. Grande parte deste percurso é feito num caminho de perfil irregular, por vezes sinuoso, pavimentado com lajes de granito.

O PR4 CAMINHOS DA SR.ª DA GRAÇA (Bilhó-Srª da Graça) é um percurso linear, com aproximadamente 10 km de extensão que dá a conhecer as magníficas paisagens do Parque Natural do Alvão e as imponentes panorâmicas do Alto do Monte Farinha.

O percurso inicia-se na aldeia de Bilhó junto à Capela de São Bartolomeu, segue para o centro da aldeia, virando à direita, junto ao café Lopes, para o Lugar de Macieira. Continuando pela estrada de alcatrão cerca de 100 metros, desemboca num estradão de terra batida e uns metros à frente vira à direita em direção a norte, acompanhando a Ribeira do Vale. Daqui segue em direção a Cabaninhas, passando pelos lugares do Soito e Fundo de Vila, ambos na aldeia de Vilarinho, atravessa a Estrada Municipal 1191-1 em direção ao Lugar de Lijó. Aqui começa a subir em direção ao Alto do Monte Farinha e Santuário da Nossa Senhora da Graça onde, já perto da Pedra Alta, coincide com o PR6 que se inicia na ladeia de Atei e vão ter juntos ao Santuário. Grande parte desta parte do percurso é feito num caminho de perfil irregular, por vezes sinuoso, pavimentado com lajes de granito.

No topo do Monte Farinha eleva-se o Santuário da Senhora da Graça, que é, provavelmente, o terceiro templo de culto a ser construído naquele local. Existem documentos históricos que referem que as obras de reedificação foram autorizadas em 1747 e que já estariam concluídas em 1758, embora exista no seu interior uma pedra lavrada que refere a data de 1775.

É o mais bonito, o mais importante e o mais espectacular Santuário Mariano de todo o Trás-os-montes. Um lugar de encanto, de eleição e de grande importância religiosa para os habitantes da Região. Este Monte e o seu Santuário são o ex-libris e o cartão de visita de Mondim de Basto.


Santuário da Senhora da Graça

O monumento é todo de granito da região, de planta composta por torre sineira quadrangular, nave única octogonal e capela-mor e sacristia rectangulares, em eixo. O grupo arquitectónico do Santuário é formado pelo Santuário, sacristia e torre sineira. Junto ao Santuário existe uma casa de artigos religiosos. Nesse mesmo espaço funcionou durante muitos anos uma casa de apoio, com quartos e cozinha onde os romeiros pernoitavam e faziam as suas refeições. Também os mesários e padres utilizavam estas instalações porque era de tradição irem de véspera para as festas. Este espaço era também utilizado para fazer casamentos e para outros eventos de carácter social. Em 1936 foi destruído por um incêndio durante o arraial de Santiago e, mais tarde, reconstruído pelo Comendador Alfredo Álvares de Carvalho Pinto Coelho. À sua volta existe um adro, um conjunto de muros e escadórios e uma praceta para a celebração de missas campais. Tem uma residência onde vive o ermitão, zelador de todo o Santuário.

O PR3 MDB - FISGAS DE ERMELO é um percurso circular, com aproximadamente 12 km de extensão que dá a conhecer as magníficas paisagens do Parque Natural do Alvão e as imponentes Quedas de Água das Fisgas de Ermelo.

O percurso inicia-se na aldeia de Ermelo junto à Igreja Paroquial, segue pela rua principal e desce em direção às Catrinas, onde atravessa a ribeira da Fervença e sobe até Varzigueto, antes de chegar à aldeia existe um acesso às Piocas de Cima – pequenas lagoas de água cristalina, que convidam a banhos refrescantes. A longa subida é compensada pelas magníficas paisagens do Parque Natural do Alvão e das imponentes Quedas de Água das Fisgas de Ermelo.


Quedas de Água das Fisgas de Ermelo

Já em Varzigueto paragem obrigatória na TAVERNA MARTINS para refrescar as gargantas, aqui por encomenda podemos comer arroz de cabidela, cabrito, chanfana, cozido... tudo com carnes caseiras. Para os interessados aqui fica o contacto tef. 255382546. Saindo da aldeia o percurso atravessa o rio Olo por um caminho que nos guia até ao Miradouro das Fisgas. Aqui contemplamos as magníficas panorâmicas de uma das maiores quedas de água de Portugal. Uma barreira de quartzitos forma um enorme socalco, separando a zona granítica da xistosa, mais vulnerável à erosão. Por isso, o trabalho milenar da água cavou um desnível de quase 200m, através do qual o Rio Olo se despenha numa cascata deslumbrante. Após apreciar a principal curiosidade geológica da região, as Cascata das Fisgas do Ermelo, seguimos em direção ao Fojo, onde iniciamos a descida para o rio Olo. Neste troço existe um acesso às Piocas de Baixo. O rio Olo é atravessado na Ponte da Abelheira e em seguida inicia-se a subida para Ermelo onde termina este percurso.

Os grandes desníveis que caraterizam o PR3 tornam-no também desafiante e emocionante. As aldeias de ambiente rural, marcadas pela agricultura de lameiro e pelas construções em xisto e lousa, transmitem a harmonia da presença do Homem na Natureza. O gado bovino maronês a pastar e os rebanhos de cabras bravias são presença comum nestas paisagens.

Para facilitar a orientação e a interpretação do percurso, a autarquia de Mondim de Basto instalou em locais estratégicos, três painéis informativos e diversos leitores de paisagem que permitem ao caminheiro aceder a informações técnicas do trilho e conhecer a envolvência do local.

Fonte: folhetos C M Mondim de Basto



Se gosta das nossas trilhas adicione a sua avaliação no final da página.
Obrigado pelo seu comentário e avaliação.

Si te gusta nuestras rutas haz tu propia valoración al final de la página.
Gracias por tu comentario y valoración.

If you like our trails, leave your own review at the end of the page.
Thank you for your comment and review.

A equipa Caminhantes

4 comments

  • mynd af manuel gaspar

    manuel gaspar 31.8.2018

    Excelente parabens. ;).

  • mynd af Caminhantes

    Caminhantes 31.8.2018

    Obrigado pelo comentario e avaliação manuel gaspar, ficamos satisfeitos por gostarem das nossas trilhas.
    O prazer também está na partilha... Desfrutem da montanha!
    Saudações!

  • mynd af Phylophysis

    Phylophysis 17.9.2018

    I have followed this trail  View more

    Através do sempre encantador Alvão, com paisagens belas e um traçado para quem gosta de ao prazer de caminhar na natureza, juntar a exigência física.
    Obrigado Joaquim!

  • mynd af Caminhantes

    Caminhantes 17.9.2018

    Obrigado pelo comentario e avaliação Vitor, fico satisfeito por gostarem do trilho.
    O prazer também está na partilha...
    Grande abraço!

You can or this trail