Moving time  3 klukkustundir 44 mínútur

Tími  6 klukkustundir 59 mínútur

Hnit 2457

Uploaded 29. desember 2020

Recorded desember 2020

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
243 m
4 m
0
3,5
7,0
13,92 km

Skoðað 357sinnum, niðurhalað 25 sinni

nálægt Papagaio, Rio de Janeiro (Brazil)

Trilha a cachoeira do Saco Bravo desde a Praia de Laranjeiras, passando pelas praias: Sono, Antigos, Antiguinhos, Galheta e Ponta Negra

Dificuldade Física: Difícil
Dificuldade Técnica: Fácil
Dificuldade de Navegação: Fácil-Moderada
Exposição: Variável (hora total hora nenhuma)

Inicialmente começando a trilha no bairro da Praia das Laranjeiras, deixamos o carro na rua com um morador do local de olho por 20 reais o dia inteiro, o carro ficou pouco antes da praça próxima a trilha. Então seguimos para o começo da trilha que nos leva inicialmente para a Praia do Sono. A trilha em si é bem estruturada, com degraus, corrimão e etc, porem, é bem barreada, então é legal ir num dia que choveu pouco nos dias anteriores. Começamos ela com uma subida um tanto acentuada mas nada muito pesada, depois começamos a descida em direção a praia passando por algumas nascentes e janelas para ver a vista. Chegando na Praia do Sono, fomos até a ponta esquerda para apreciar a vista e procurar sombra entre as pedras. Vimos que tem alguns campings tambem para ficar lá e alguns estabelecimentos.
Após apreciação seguimos pela areia da praia mesmo em direção a outra ponta. Chegando lá, começamos a subir o morro para o mirante da Praia do Sono. O track usado marcava a antiga subida, agora ela está fechada e com outro caminho com a subida mais diluída, sendo a marcada neste track. No topo havia uma cabana para se abrigar do sol e uma pequena picada que nos levou a um mirante adicional onde era possível observar a Praia dos Antigos. Sendo assim, tiramos algumas fotos e seguimos descendo para a próxima praia.
A Praia de Antigos é linda, mas como estávamos com pouco tempo e queríamos explorar o costão entre ela e Antiguinhos, seguimos para a ponta esquerda direto. Chegando lá, subimos no costão e fizemos um breve lanche para as próximas caminhadas. Como o costão era muito curto e confortavel, não pegamos a trilha para a Praia de Antiguinhos, seguimos via costão, porém o caminho não é do mais fáceis.
A Praia de Antiguinhos é absurdamente linda, como já era perto do almoço, decidimos entrar no mar pelo calor do meio dia. O que não contavámos é o quanto isso nos custaria, o tempo já estava apertado e precisavamos chegar logo na Praia da Ponta Negra para seguir a trilha da Cachoeira do Saco Bravo. Então após muito relaxamento no mar, andamos bem rápido, só passando por todos os pontos para marcar no track. Passamos inicialmente na Cachoeira da Galheta (bem legal inclusive, devia ter entrado nela, ela parece mais legal que a do Saco Bravo), pela Praia de Galhetas (nesse ponto, após atravessar a ponte na ponta direita da praia, é possível seguir a partir dalí para a outra ponta. Caso siga na trilha, cairá na outra ponta por cima e terá que descer para ver a praia novamente.) que é uma praia belíssima cheia de rochas espalhadas.
Em seguida fomos logo para a Praia da Ponta Negra e nos informamos como funcionava para voltar de barco. Os barqueiros nos informaram que 1 pessoa até laranjeiras custava 100, se fosse 2 ou 3 ficava por 50. Porém, cada barco tem 3 como o máximo de passageiros por viagem e o máximo é até as 18h. Então é importante se programar para ir na Cachoeira do Saco Bravo, voltar e ainda dar tempo de pegar o barco.
Informados sobre o transporte, seguimos para o começo da trilha da Cachoeira do Saco Bravo. Recentemente o acesso foi legalizado e esta sendo fiscalizado, sendo dessa forma obrigatório a contratação de guia credenciado para execução dessa parte da trilha. O preço comum é 50 por pessoa, como estavamos em 5, o guia fez 40 por pessoa. É possível contratar guia via internet, mas na porta da trilha já tem alguns de plantão esperando pelos clientes. Não sei se obrigatoriamente sempre terá alguem lá, mas acredito que seja bem provavel que tenha. De qualque forma, não conte com a sorte ou entre mais tarde sem guia e pronto para acampar na cachoeira.
Antes de começar a trilha, todas as passagens no mato foram bem estruturadas, de resto é mato de verdade (amém, não aguentava mais ficar andando em trilha estruturada). A trilha em si é um pouco puxada, são 3,5km que fizemos em 1h30 pra ir, porem tem dois morros que cansam nela, então se prepare. Um ponto MUITO BOM do guia foi que ele nos apresentou um caminho que não estava marcado no track! Após a legalização da trilha, foi aberta um bifurcação que após começar a descer o primeiro morro, cortamos para esquerda para contornar o vale a frente e subir pro proximo morro com menos esforço, sendo assim, melhorou e muito o caminho. Mais alguns passos a frente, encontramos uma clareira (ótima inclusive) e seguimos na descida do ultimo morro em direção a cachoeira. Quando a visão se abre, já é possível ver a cachoeira e seu costão, porém é necessário descer com cuidado pelas pedras (tem até um ponto com corda).
A Cachoeira do Saco Bravo é belíssima, mas não como cachoeira, é belíssima por sua localização e atrativos juntamente a ela, como por exemplo o lago para banho, o saco bravo e a visão do mar. Vi varias tartarugas nadando próximas as ondas do Saco Bravo e fiquei apreciando o mar mais do que a cachoeira kkkkkk
Bom, como estavamos a muito tempo andando, as 14h30 finalmente rolou nosso almoço na beira da cachoeira. Foi macarrão na agua da cachoeira junto com milho, ervilha, molho e atum kkkkkkk.
Por volta das 16h começamos nossa pernada de volta e com muito medo de perder o barco. Chegamos na areia da Praia da Ponta Negra por volta das 17h45 e conseguimos nosso querido barco por 50 por pessoa. Em questão de 15 minutos já estavamos na Praia das Laranjeiras. Eu implorei pro barqueiro deixar a gente na praia, mas como a maioria do pessoal estava cansado, seguimos direto pro píer para desembarcar e seguir para onde o carro estava estacionado. O que eu não contava é que essa praia era tão de rico assim. Os cara não deixa nem a gente andar lá dentro, depois que sai do barco, tem van exclusiva do condomínio que é gratuíta e OBRIGATORIA para levar todos os turistas que chegam de barco, pra fora de lá sem pisar ou muito menos olhar pra seus queridos moradores kkkkkkk. Caso tivessem deixado a gente na praia, não é possível usar o condomínio para sair de lá, é necessário usar uma trilha a parte que não liga ao condomínio.
Finalmente a van deixou a gente ao lado de onde estacionamos o carro e voltamos para a Praia da Trindade onde estávamos acampados.

Recomendo:
Lanches leves e MUITO nutritivos + barrinhas de cereal ou similares
3L de água
Bota
Roupas Leves
Boa proteção contra o sol
Dinheiro para volta de barco

EVITE FAZER EM DIAS DE SOL EXCESSIVO
RESPEITE A FAUNA LOCAL
E LEVE A PORRA DO SEU LIXO EMBORA
Upplýsingapunktur

Início da trilha

Brú

Ponte sobre caminha de água

Á

Riacho

Lind

Água

Fallegt útsýni

Janelinha

Fallegt útsýni

Janelona

Strönd

Ponta da praia

Ponta inicial
Strönd

Praia do Sono

Á

Atravesse

Upplýsingapunktur

Início da trilha para Antigos

Toppur

Mirante Praia do Sono

Toppur

Mirante Adicional

Á

Água

Strönd

Praia dos Antigos

Landfestar

Pause pra vista

Strönd

Praia de Antiguinhos

Á

Atravesse

Upplýsingapunktur

Início da trilha pra Galhetas

Gatnamót

Direita

Lind

Agua

Foss

Cachoeira das Galhetas

Brú

Ponte sobre rio

Upplýsingapunktur

Placa

Strönd

Praia das Galhetas

Lind

Água

Á

Agua

Strönd

Praia da Ponta Negra

Upplýsingapunktur

Placa

Á

Água

Lind

Água

Toppur

Mirante da Ponta Negra

Toppur

Mais uma vista

Gatnamót

Esquerda trilha nova

Varða

Buraco

Á

Água

Gatnamót

Volta trilha antiga

Á

Água

Foss

Cachoeira do Saco Bravo

1 comment

You can or this trail