Tími  7 klukkustundir 38 mínútur

Hnit 1834

Uploaded 11. júní 2019

Recorded júní 2019

-
-
848 m
577 m
0
4,9
9,7
19,47 km

Skoðað 192sinnum, niðurhalað 9 sinni

nálægt Rebordochão, Braga (Portugal)

FOTOS DESTA E DE OUTRAS TRILHAS EM ”CAMINHANTES"

PR12 TBR - TRILHO DOS MOINHOS

Fomos a Campo Abades para percorrer o PR12 - Trilho dos Moinhos de Santa Isabel do Monte, percurso pertencente à rede de trilhos pedestres da Câmara Municipal de Terras de Bouro “NA SENDA DE MIGUEL TORGA”. Este trilho interpretativo percorre algumas encostas da Serra de Santa Isabel, nas freguesias de Monte e Valdosende, no concelho de Terras de Bouro, na vizinhança do Parque Nacional Peneda-Gerês, permitindo observar 29 moinhos de rodízio que foram restaurados e que se encontram dispersos pelas chãs e pelos ribeiros da Ponte e de Rebordochão e nos trazem à imaginação para o que seria a vivência destas gentes, nas suas atividades agrícolas. O itinerário percorrer as estruturas que são parte integrante do ciclo do pão: os moinhos-de-água, os espigueiros, as sequeiras e eiras, os socalcos de milho e centeio e o sistema de rega tradicional. O cenário envolvente, com os campos de cultivo, os vales recortados e verdejantes, as manchas de carvalhos, os ribeiros e as levadas, cravadas numa paisagem serrana e campestre, atribuem ao trilho um valor rural de excelência.

O trilho está sinalizado, mas possui uma configuração em oito, além de que faz interseção com o PR2 a norte pelo que é necessário estar atento devido às marcações serem deficientes em alguns pontos e em especial na partilha de secções com o PR2. Isto pode gerar confusão e levar a afastarem-se do trilho que pretendem percorrer. Pelo exposto aconselha-se o uso do GPS.

O piso, de uma forma geral, está em boas condições, só encontramos densa vegetação (silvado) que nos impediu o acesso ao moinho “Porta Canas”, no entanto, constatamos que, caso não tenha uma intervenção de limpeza, parte significativa dos moinhos estarão brevemente inacessíveis e/ou cobertos pela vegetação.



Iniciamos o trilho junto à Igreja de Santa Isabel do Monte, seguindo para norte, no sentido contrário aos ponteiros do relógio, atravessamos a estrada EM-535-1 e calcorreamos o caminho de terra ao encontro do nosso primeiro moinho “Riba do Rio” de seu nome. Fizemos um pequeno desvio em direção ao rio e lá estava o moinho “encaixado” nas ruinas do que parecia ter sido uma casa… Continuando o itinerário intersetamos o PR2 com o qual o PR12 partilha o percurso até aos moinhos de “Chão Cor de Leite I e II”, seguindo mais a norte temos o moinho “Ribeira da Nábia”, atravessamos o ribeiro e em sentido descendente encaminhamo-nos para a aldeia de Seara, localidade com um conjunto significativo de espigueiros recuperados, mas antes de ai chegar passamos pelo moinho “Marquinho”.

Saindo de Seara percorremos um troço do PR12 comum a ambos os sentidos, agora seguimos pela direita em direção a Campo Abades, passando pelos moinhos “Arieiro I e II”. Atravessamos pelas ruelas da aldeia e chegamos à EM 535-1 onde paramos no Café/Restaurante “O Encontro” para o reforço da manhã. Forças restabelecidas seguimos pela EM 535-1 alguns metros virando à direita em direção a uma antiga ponte já quase coberta por vegetação e onde temos outro moinho “Moinho da Ponte”.

Continuando o percurso seguem-se um conjunto de moinhos ao longo do Ribeiro da Ponte: “Moinho Bernardo”, “Moinho Pereiras I”, “Moinho Carvalha”, Moinho Pereiras II”, Moinho Granja”, “Moinho Pereiras III”, Moinho Pereiras IV”. Agora atravessamos uma bonita mancha de carvalhos que nos leva à aldeia de Ventoselo, onde podemos abastecer de água fresca na fonte da aldeia. Atravessamos as suas ruelas ao encontro de dois dos seus moinhos “Cancela” e “Devesa”. Voltamos para trás, atravessamos de novo a aldeia e fizemos outro desvio ao encontro do moinho “Ribeiro da Penseira”.

Deixando Ventoselo, continuamos por uma bonita zona arborizada cravada numa paisagem serrana e campestre de encher os olhos. As panorâmicas são magnificas e a beleza das cores da vegetação que cobre as encostas nesta altura do ano são um encanto para os nossos sentidos. Voltando aos moinhos temos o “Folão I e II” e logo de seguida o Moinho “Laja”, um pouco à frente fizemos um desvio para o moinho “Porta Canas”, mas os últimos metros estavam intransitáveis devido à densa vegetação de silvado. Continuando o percurso em direção à aldeia de Alecrimes ainda passamos por outros três moinhos: “Ribeiro dos Moinhos II e I” e “Laginhas”. Na aldeia de Alecrimes também podemos abastecer de água fresca na fonte da aldeia.

O itinerário segue agora para o ponto mais alto, atingindo a cota dos 823 metros de altitude, são os baldios onde a vegetação é mais rasteira e os rebanhos anda a pastar. Daqui, começamos a descer em direção à aldeia de Rebordochãos, passando ainda pelos moinhos “Poças II e I” e “Rio”, atravessamos a aldeia em direção à antiga escola primária da freguesia do Monte, atualmente recuperada e local do Centro Interpretativo. Local onde está patente a exposição, na qual a masseira, o grão de milho e centeio transformados em farinhas e, por fim, as deliciosas broas, preservam vivamente os costumes e tradições do povo da aldeia. Não podemos visitar a exposição por se encontrar fechada, seguimos a estrada EM 535-1 por uns metros em direção à igreja de Santa Isabel do Monte, local de termino deste magnifico percurso.



Descrição oficial do trilho

O Trilho dos Moinhos de Sta Isabel do Monte percorre as aldeias de Campos Abades, Rebordochão, Seara, Ventozelo e Alecrimes, permitindo a visita aos 29 moin - hos de rodízio que se encontram dispersos pelas chãs e pelos ribeiros da Ponte e de Rebordochão. Cada lugar revela um património rural típico das aldeias de montanha, preservado num ambiente acolhedor de onde sobressai uma harmonia natural e perfeita que distingue esta paisagem das demais existentes na região.

O objetivo deste trilho é percorrer as estruturas que são parte integrante do ciclo do pão: os moinhos-de-água, os espigueiros, as sequeiras e eiras, os socalcos de milho e centeio e o sistema de rega tradicional. Acresce, ainda, as manchas de carvalhos, os ribeiros e as levadas, cravadas numa paisagem serrana e campestre que atribui ao trilho um valor rural de excelência. Para completar o percurso, a novidade está na exposição patente na Escola do Monte, na qual a masseira, o grão de milho e centeio transformados em farinhas e, por fim, as deliciosas broas, preservam vivamente os costumes e tradições do povo da aldeia.

Ficha técnica oficial

Nome: Trilho dos Moinhos de St.ª Isabel do Monte
Âmbito do Percurso: Ambiental e Paisagístico
Localização: Lugar de Campos Abades - Santa Isabel do Monte
Extensão: 18,5 kms
Duração Média do Trilho: Até 6 horas
Grau de Dificuldade: Moderado

Ver brochura
PR12 - TRILHO DOS MOINHOS






Se gosta das nossas trilhas adicione a sua avaliação no final da página.
Obrigado pelo seu comentário e avaliação.

Si te gusta nuestras rutas haz tu propia valoración al final de la página.
Gracias por tu comentario y valoración.

If you like our trails, leave your own review at the end of the page.
Thank you for your comment and review.

A equipa Caminhantes

Athugasemdir

    You can or this trail