-
-
813 m
251 m
0
14
27
54,86 km

Skoðað 963sinnum, niðurhalað 16 sinni

nálægt Salas, Asturias (España)

Esta primeira parte do Caminho, entre Oviedo e Fonsagrada foi efectuada em pleno inverno, logo, alguns troços foram feitos em alternativa às setas amarelas, por este se encontrar completamente intransponível. De Fonsagrada a Santiago de Compostela, efectuado em Ago de 2013, já segui as setas amarelas na íntegra.

Traçado da Segunda etapa do Caminho Primitivo (Salas - Pola de Allande - Penaseita)

Esta primeira parte do Caminho, entre Oviedo e Fonsagrada foi efectuada em pleno inverno, logo, alguns troços foram feitos em alternativa às setas amarelas, por este se encontrar completamente intransponível. De Fonsagrada a Santiago de Compostela, efectuado em Ago de 2013, já segui as setas amarelas na íntegra.

Parte da descrição no Blog NezClinas:
Esta última aventura a que me propus, e da qual consegui realizar uma grande parte, roçou as fronteiras do razoável a nível do que é permitido pelo “sociologicamente” correcto. Digamos que, mais, seria condenável pela sociedade em que estamos inseridos, e à qual damos algumas justificações.

- Agora pergunto! – Será que nos devemos reger pelos padrões dessa sociedade, ou por outro lado, criar os nossos próprios limites, e através deles, testarmo-nos e elevarmos os nossos patamares de exigência?

P.S.I. (“Post Script um Intercalar”) – Este discurso assenta num pressuposto, de que eu julgo saber os valores pelos quais me rejo, e com os quais tenho consciência (… ou devia ter) que não corro perigo. Podem julgar… Alguns fá-lo-ão… Que corro riscos desnecessários. Aos que me estão mais próximos, e pela minha “paz” temem, digo que, embora não pareça, há certos riscos que não corro, e esses, apesar de ser eu quem os define, tenho a certeza que chegam para não causar arrelias a quem me quer bem. (fim de P.S.I.)

É um pouco por isso, ou se quisermos, por falta de coragem, que fiz grande parte deste meu “último” Caminho, por estrada. Apesar de possível (haverá impossíveis nos Caminhos?), não seria viável a um ser humano fazê-lo em 3 ou 4 dias, principalmente nas condições (e com as condições) em que se desenrolou este périplo.

Na primeira metade desta minha aventura as temperaturas não andaram muito longe da dezena de centígrados, acompanhados aqui e ali por alguns tímidos chuviscos e algum (não muito) vento. A neve, essa, sempre presente em todas as montanhas que esgrimiam com o céu a mais de 800 mt de altitude, já por mim tinha sido passada, em grande parte, no matar saudades que foi o regresso a Leon, e, pelo belo trajecto de comboio que dessa capital de província fiz, até outra não menos famosa, também ela metrópole e outrora bastião de defesa cristã, que por detrás das cordilheiras, contra os povos invasores do Norte de África resistiram, ganharam “alma” e contra-atacaram.

Claro que sempre que ia aos trilhos do Caminho, tal ensejo ficava pejado de muito “barrio” e muita dificuldade. Estamos a falar do Caminho de Santiago mais complicado. Digo-vos com algum conhecimento de causa, mas principalmente por ser o trajecto que em valores percentuais, mais acumulado montanhoso possuí. Falo-vos de cerca de 300 km’s de média e alta montanha, num sobe e desce constante acima dos mil metros.

Ainda para piorar mais as “coisas”, os 3º e 4º dias foram cumpridos em condições climatéricas muito exigentes, adversas no que ao Vento (soprou mais forte); Chuva (caiu com muito mais intensidade); e ao Frio (deixou de dar tréguas), diz respeito. Aliado a isso tudo, as altimetrias acentuaram-se ainda mais.

Muitas vezes, a consciência de que a muito custo e sofrimento, ou sem eles, mais tarde ou mais cedo vamos reconfortarmo-nos com um quente banho num qualquer albergue, e que, tais adversidades não perdurarão eternamente, não é suficientemente reconfortante para que não nos ponhamos a pensar se valerá a pena continuar naquelas condições.

Primeira Parte do caminho, de Oviedo a Fonsagrada:
http://nezclinas.blogspot.pt/2010/01/caminho-primitivo.html

Segunda Parte do Caminho, de Fonsagrada a Santiago de Compostela:
http://nezclinas.blogspot.pt/2013/10/caminho-primitivo-santiago-fonsagrada.html

View more external

Waypoint

Borres

Waypoint

La Espina

Waypoint

La Pereda

Waypoint

Penaseita

29-DEZ-09 17:46:46
Waypoint

Pola de Alande

Waypoint

Porciles

Waypoint

Porciles 1

Waypoint

Salas

Waypoint

Tineo

Athugasemdir

    You can or this trail